sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Taiti



















Entre a Austrália e o Brasil fica o Taiti. Não tínhamos como perder a oportunidade de dar uma paradinha em um dos lugares mais incríveis do planeta e difíceis de chegar, antes de voltar. Resolvemos então comprar a nossa passagem pela Lan Chile que em parceria com Qantas e a Air Tahiti, oferecem passagens com stops na Nova Zelândia, Taiti, Ilha de Páscoa e Chile.

A Polinésia Francesa pertence a França, tanto que o Francês é a lingual oficial, mas eles tem moeda local, são independente em relação a econômia, governo e estão pensando em se tornar independente, apesar de só 20% da população ser favorável a isso.

A população é praticamente toda originada dos índios polinésios e é fácil identificar um polinésio pelos traços, tamanho, tatuagem e força. Algumas mulheres e homens são muito fortes e lembram os lutadores de sumô e todos, sem excessão, são tatuados.

Chegamos ontem no Taiti, que é a capital e também a maior ilha do grupo de Ilhas da Polinésia Francesa, foi formada a partir de um vulcão e, é bem montanhosa e rodeada por recifes de coral. A capital do Taiti é Papeete onde fica o cais do porto e onde estão os hotéis mais antigos e uma praia nada bonita. O melhor lugar para ficar no Taiti é a praia de Panaauia, que apesar de também ser de areia preta, tem a água bem mais clara e um visual bem mais bonito.

Apesar de todo mundo se referir a Polinésia Francesa como Taiti, a maioria das pessoas que vem para a Polinésia ficam apenas poucas horas ou uma única noite no Taiti e partem para as outras ilhas: Bora-Bora, Morea ou Manihi que são as mais bonitas, tem os bangalôs na água e aquela água cristalina. A não ser quem aproveita a viagem para também pegar algumas boas e grandes ondas. É na ilha de Taiti que fica Teahupoo, um dos pontos mais famosos de surfe do mundo.

Hoje de manhã, alugamos um carro e fomos dar uma volta pela ilha do Taiti. Essa volta toda leva em torno de de 2hs e percorre uns 160km. Fizemos toda a volta, com uma parada em Teahupoo que fica em torno de 1h de onde estamos. Em Teahupoo, não tem nenhum hotel e pousada, os surfistas que vem para cá e querem ficar pertinho das ondas tem que se hospedar na casa dos locais, que oferecem quartos de aluguel.


video

Um comentário:

  1. É realmente maravilhoso poder viajar conhecer os diversos lugares que existem por esse mundo a fora. Cada um mais lindo do que o outro. vocês tem esse privilégio. Parabéns pelas imagens. Agradeço por dividir conosco as belas fotografias. Fiquem com Deus.

    ResponderExcluir